Acerca de mim

A minha foto
A Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas de Resende (antes denominada BE do AVEResende) era constituída, no ano letivo de 2009/2010, pela Biblioteca do Centro Escolar de S. Martinho de Mouros e pela Biblioteca Dr. Joaquim Correia Duarte. No ano letivo de 2010/2011, a BE ficou enriquecida com a Biblioteca do Centro Escolar de Resende. Em 2011/2012, com a junção de escolas, o Agrupamento de Escolas de Resende passou, com A BEgas, a ter quatro bibliotecas em funcionamento. Atualmente, e desde 2013/2014, a BE é formada por mais uma biblioteca, a do Centro Escolar de S. Cipriano. Constituem objetivos principais da BE: disponibilizar recursos e serviços, para todas as escolas do agrupamento, e fomentar, entre estas, o diálogo e a cooperação, em parceria com as entidades locais, de modo a contribuir para a consolidação da Rede de Bibliotecas Escolares; Promover o serviço de marketing da BE.

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Maratona de Cartas 2017 - Expor, ler e refletir


   A atividade Maratona de Cartas 2017, promovida pela Amnistia Internacional, organização não governamental na defesa dos direitos humanos, trouxe à BEgas o 8E, primeira turma participante, acompanhada pelo seu DT, professor Sérgio Matos.
   Nesta aula de Educação para a Cidadania, enquadrada na iniciativa "Expor, ler e refletir",  os alunos foram desafiados, pela Professora Bibliotecária, a pesquisar e a ler informação subordinada a cinco casos internacionais, em que são colocados em causa alguns direitos humanos: liberdade de expressão, identidade de género, discriminação, julgamentos justos... Realizaram-se pesquisas online, localizações geográficas, leitura e seleção de informação, reflexão e troca de ideias, subordinadas a cada caso exposto, a partir da análise de fichas informativas cedidas gratuitamente pela Amnistia Internacional.
   Sejamos todos defensores dos direitos humanos e ambientais e apelemos aos mesmos, fazendo parte desta "Maratona de cartas 2017", lendo, refletindo e assinando as petições na BEgas, para nos enriquecermos enquanto cidadãos no Mundo!
A professora bibliotecária, Minervina Dias

    «A Amnistia Internacional foi fundada em 1961 pelo advogado britânico Peter Benenson, na sequência de uma notícia publicada no ano anterior pelo jornal Daily Telegraph sobre a condenação de dois jovens estudantes portugueses a sete anos de prisão por gritarem "viva a liberdade" numa esplanada no centro de Lisboa durante o regime de Salazar. O causídico apelou aos países que libertassem pessoas detidas por motivos de consciência, incluindo convicções políticas e religiosas, preconceitos raciais ou linguísticos.» in https://pt.wikipedia.org/wiki/Amnesty_International

Sem comentários:

Enviar um comentário